Programa BioClima

05/06/2014

Paraná festeja criação do Parque Guaricana, na Serra do Mar

Localização do ParqueNo Dia Mundial do Meio Ambiente, o Paraná comemora a criação do Parque do Guaricana, em 45 mil hectares na Serra do Mar - área maior que Curitiba, que ocupa 38 mil hectares. O parque tem uma das maiores áreas contínuas de Mata Atlântica bem preservada do País. “Removemos todos os obstáculos para que o governo federal finalmente decretasse sua criação e em reunião em Brasília na semana passada obtivemos a confirmação da área”, afirma o secretário estadual do Meio Ambiente, Antonio Caetano de Paula Jr.

A área do parque é repleta de Araucárias e fica entre as rodovias BRs 277 e 376, nos municípios de São José dos Pinhais, Morretes e Guaratuba. “O processo de criação do Parque Nacional Guaricana começou há cinco anos, com a participação de toda a sociedade, prefeituras e entidades ambientalistas”, lembra Caetano.

O governador Beto Richa já dera o aval ao governo federal para a criação do parque por meio de nota ao Ministério do Meio Ambiente, que finalmente decidiu demarcar a área. “O Governo do Paraná exerceu papel decisivo e agora podemos comemorar a criação dessa unidade de conservação”, diz o governador.

O parque fica próximo a outras unidades de conservação, como o Parque Nacional Saint Hillaire-Lange, e vai compor um mosaico de estímulo à conservação da biodiversidade no Paraná, com áreas que facilitam a troca genética entre as espécies e com grande incidência de mamíferos como a jaguatirica e o puma, que precisam de vastas extensões de florestas para sobreviver. “A região do Guaricana é rica em biodiversidade, com muitas espécies endêmicas de fauna e flora, que só ocorrem na Mata Atlântica, além de ser habitat de muitas espécies ameaçadas de extinção”, explica Antonio Caetano de Paula Jr.

O secretário destaca que o parque tem grande potencial de visitação, pois fica a 50 quilômetros de Curitiba, com acesso por rodovias duplicadas e atrativos como dezenas de cachoeiras, montanhas para escaladas e o tradicional Caminho do Arraial, que liga a capital paranaense ao Litoral desde o Período Colonial.

O Guaricana é o sexto parque nacional e a décima quinta unidade federal de conservação no Paraná. Nessas áreas de proteção integral, somente atividades de educação ambiental, pesquisa e turismo monitorado são permitidas.

O Ministério do Meio Ambiente estima que a Mata Atlântica abrigue 35% das 20 mil espécies de flora já registradas no País, além de mais de 2 mil espécies de fauna, entre aves, anfíbios, répteis, mamíferos e peixes. O bioma é o mais ameaçado, desmatado e fragmentado do País, com apenas 7% de sua cobertura original preservada.

OUTRAS AÇÕES - A Secretaria de Estado do Meio Ambiente programou uma série de ações para tornar junho o Mês do Meio Ambiente.

Dia 10 - Reunião do Conselho Estadual do Meio Ambiente vai formalizar o início da descentralização do licenciamento ambiental, com onze municípios assumindo essa tarefa e agilizando os processos.

Dia 10 - Primeira reunião descentralizada do Fórum de Mudanças Climáticas, em Matinhos.

Dia 11 - Instalação do Fórum de Defesa dos Direitos dos Animais, com a participação de Organizações Não Governamentais que atuam nessa área. O Fórum é uma iniciativa da Rede de Defesa dos Direitos dos Animais, que tem como princípios a defesa e a proteção dos animais que convivem direta e indiretamente com as pessoas, principalmente no meio urbano, valorizando a relação homem-animal, garantindo direito à vida, liberdade e trato digno a eles.

Dia 11 - Logística reversa de medicamentos é tema de reunião na Secretaria do Meio Ambiente com representantes da indústria farmacêutica.

Dia 16 - Secretário do Meio Ambiente reúne-se com representantes da Agência Francesa de Desenvolvimento e da Agência de Fomento do Estado para tratar do programa Paraná sem Lixões.

Dia 20 - Reunião com representantes da indústria da construção civil sobre logística reversa de materiais.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.